logo
Image
Surma

Sozinha em palco, rodeada de uma dúzia de instrumentos e com a sua voz, Surma inspira-se no silêncio para criar um universo próprio de canções que tanto bebem no jazz, na electrónica e numa multiplicidade de influências para explorar caminhos nem sempre óbvios mas com uma identidade muito vincada com uma fonética própria e capaz de criar momentos únicos de viagem ao vivo, que tanto nos lembram ambientes de fjords nordicos como de cidades cosmopolitas.

Surma vai chegar a estas datas num período de três meses a gravar o seu segundo disco e é muito provavel que tanto os temas antigos ganhem novas roupagens como se conheça algo absolutamente inédito.

Please provide a valid video URL